Marketing Journeys

Com o objetivo de colocar estudantes universitários em contacto com as maiores marcas nacionais e internacionais, assim como consciencializa-los acerca das últimas tendências do Marketing, o NAMI – Núcleo de Alunos de Marketing do ISCTE-IUL organiza, desde 2015, as Marketing Journeys, que contam, este ano, com mais uma edição.

Dando aos participantes a oportunidade de conhecerem casos reais na primeira pessoa; de terem a oportunidade de perceber o funcionamento das organizações e como operam; de contactarem com profissionais da área e representantes de marcas que trazem insights acerca da realidade do mundo do Marketing fora do contexto académico e, por último, mas não menos importante, de despertarem e alimentarem a paixão por esta área tão dinâmica, as Marketing Journeys atestam o gigante impacto que o Marketing tem na sociedade em que vivemos.

Já sobre o NAMI, este é o órgão associativo que tem como principal missão representar todos os alunos de Marketing do ISCTE-IUL, sejam estes de Licenciatura ou Mestrado. Fundado em 2003, procura facilitar a integração no meio académico através de diversas atividades, bem como oferecer formação complementar àquela que é encontrada no ISCTE-IUL. No fundo, o NAMI almeja aproximar estes mesmos alunos do mercado de trabalho. 

O evento tem crescido exponencialmente, alcançando na edição de 2016 mais de 450 participantes de várias universidades portuguesas, 12 keynote speakers, 1 painel de discussão, 2 sponsors e 33 parceiros, deixando o NAMI mais perto de alcançar a sua visão de tornar este evento no melhor evento universitário de Marketing a nível nacional.

A 9ª edição das Marketing Journeys, com o tema (R)EVOLUTION, teve lugar nos passados dias 26 e 27 de abril, em formato misto, presencial para Media Partners e oradores, tendo em vista o panorama pandémico em que nos encontramos. O evento procurou explorar o Passado, Presente e Futuro do Marketing, procurando dar resposta à questão “Como evoluiu o Marketing até agora e como será o Marketing nos próximos anos?”, sabendo que a explosão da tecnologia e a sua força se traduziram num mundo em constante mudança e atualização.

O primeiro dia do evento (26 de abril) foi dedicado ao passado e ao presente, numa tentativa de perceber o panorama atual da área nos mais diversos setores e o caminho para lá chegar. Iniciou-se com uma performance musical, seguindo-se a primeira palestra dada por Sandra Veludo, do Grupo Nabeiro, representando a Delta como Marketing Director, que deu conta do ambiente de inovação que existe na empresa, onde através de iniciativas como o MindLab garantem que todos têm uma voz ativa e trabalham para um fim comum. É esta base sólida que assegura a liderança da marca no mercado. Já Teresa Virgínia, Marketing and Communications Director da Microsoft Portugal, referiu três grandes tendências que ditam que a visão de agora não visa só melhorar a tecnologia, como também a vida das pessoas e da sociedade. Diogo Ramalho, Deputy Director na EDP Comercial, destacou a vontade que o consumidor tem em participar no processo – Prosumer – e em ter parte ativa na atividade das organizações. Por outro lado, abordou a importância, do ponto de vista estratégico, de as empresas avaliarem quais as melhores oportunidades de investimento e de expansão, mas também as suas competências e o modo como concretizar esse crescimento, por exemplo, através da angariação de parcerias.

Numa perspetiva mais atual, Rute Costa apresentou aquela que é a maior startup portuguesa e onde a mesma é Head of Product, a Farfetch, que é uma plataforma de moda de luxo que está associada a marcas como a Gucci e Chanel e afirma que para o sucesso de um produto deve haver um ponto de equilíbrio entre 3 fatores: o cliente que é o mais importante, seguido pela tecnologia e pelo modelo de negócio. Nuno Costa, PR and Marketing Manager na Porsche Ibérica, deu-nos uma perspetiva sobre o mercado automóvel e sobre como este foi afetado pela pandemia. A marca criou várias estratégias, de modo a adaptar-se à nova realidade que vivemos e, através de mensagens positivas no meio digital e do contacto próximo com o cliente através de marketing direto, esta tornou-se na única marca de automóveis a crescer substancialmente no mercado durante o último ano. Para encerrar o primeiro dia do evento, surge Patrícia Mestre, Marketing Strategies Specialist na Unbabel, que vem mostrar o conceito de Marketing ABM (Account Based Marketing), tática utilizada usualmente na marca e que, na sua ótica, proporciona melhores resultados do que o Marketing tradicional B2B, sendo mais eficiente e otimizado, poupando tempo e dinheiro. Existe, assim, uma relação mais forte entre Marketing e Vendas e a experiência do cliente é mais personalizada. 

Após as sessões do primeiro dia, obtivemos dois testemunhos reais de pessoas que estiveram na organização do evento: Joana Dray, Media Manager das Marketing Journeys, que teve como papel angariar marcas para serem Media Partners, assim como ajudar na realização presencial do evento, afirma:

 “… isto é uma mais-valia para todos. Temos oportunidade de estar (…) frente a frente com oradores de empresas bastante grandes (…)  termos esta oportunidade de ouvir aquilo que pessoas bem-sucedidas têm para nos dizer.”

Gonçalo Aguiar, Head of Communications que organiza toda a comunicação do evento juntamente com a sua equipa, foi questionado sobre como convenceria alguém a participar neste evento:

“ A primeira coisa que eu diria é que é o maior evento de Marketing universitário do país. A segunda coisa que diria é que, apesar de se poder habilitar a ganhar diversas coisas e de participar em workshops e até participar em giveaways, acho que o conhecimento que as marcas nos transmitem neste tipo de eventos é sempre algo que nos pode adicionar valor em diversas maneiras. Mesmo não tendo tanto interesse em Marketing, pode aprender algo sobre essa marca e pode suscitar um interesse em trabalhar nela ou até mesmo estar mais atento ao seu trabalho.”

Depois do passado e do presente do Marketing, só restava abordar o futuro desta área e, por isso, o segundo dia do evento (27 de abril) contou com vários oradores que vieram não só apresentar as suas empresas, mas também transmitir insights valiosos sobre a constante evolução e inovação no Marketing

É de destacar Catarina Salteiro, Global Communications Director na DefinedCrowd, que salientou a importância de relacionar dados e da inteligência artificial e como estes estão na vanguarda da evolução tecnológica. Eduardo Oliveira, e-Commerce Partner Manager na Amazon, revelou que o modelo de negócio da marca coloca a experiência do cliente acima de tudo e detêm um grande foco sob o consumidor. Francisco Freixo, Country Manager na Worten, veio partilhar a transformação digital que a marca sofreu, que é atualmente líder no retalho eletrónico, e salientou a importância que os consumidores tiveram nesse processo. 

E porque o digital é o futuro e cada vez mais as figuras deste meio (influencers, bloggers, youtubers, instagrammers…) assumem um papel relevante na nossa sociedade, as Marketing Journeys contaram com a presença do youtuber Miguel Luz, que partilhou a sua experiência na plataforma onde está presente desde os seus 10 anos de idade e atualmente conta com mais de 400 mil seguidores. Por fim, o evento encerrou  a sua lista de oradores com o Painel – Startups – “The Future’s Beginning”, onde pudémos assistir a 4 representantes de diferentes startups (Detox in a Box, Hoopers, Diverge, Valispace) que vieram debater qual será o panorama do futuro das mesmas com a evolução da tecnologia. Este painel foi moderado por João Guerreiro, docente do ISCTE.

Também no segundo dia obtivemos testemunhos, mas desta vez da Sara Cacho, Project Manager das Marketing Journeys, que coordena toda a equipa e organização do evento. Afirma:

«… tivemos de nos reinventar e de fazer uma coisa completamente diferente (…). Decidimos apostar numa transmissão de streaming (…). O nosso maior desafio foi cativar pessoas a vir a um evento online (…). Levámos muitos “não”, mas não deixamos que isso nos deitasse abaixo (…). Acima de tudo, resiliência acho que era a palavra-chave.»

E Bruna Cruz, Co-project Manager que foi essencial para a organização do evento e trabalhou ativamente com Sara, partilhou com a BLA:

“… foi o desafio de voltar a fazer tudo online (…), todo o trabalho e todo o percurso é aquilo que eu levo e que quero levar nos próximos anos (…). Para mim, as Marketing Journeys são magníficas e eu espero que continuem ano após ano sempre a melhorar (…). Acho que conseguimos chegar a qualquer parte de Portugal quem sabe um dia talvez do mundo.”

Para encerrar o evento, assistimos a Duque Província em palco, uma banda composta por 5 músicos que termina da melhor maneira um dia cheio de excelente informação e de evolução pessoal, onde o interesse pelo Marketing foi bastante cultivado e muito foi aprendido.

A BLA, enquanto Media Partner, teve o absoluto prazer de assistir a este evento tanto presencialmente como online e a equipa do NAMI demonstrou algo único – a vontade dos estudantes de, mesmo com as dificuldades atuais, acompanharem a mudança e deixarem a sua marca no mundo do marketing. Muitos foram os ensinamentos passados pelos oradores que representaram as suas empresas: ouvimos muito sobre a aposta no digital e o uso da tecnologia como motor de transformação e evolução. Mas, no final do dia, um ensinamento que diversos oradores partilham é que, apesar do impacto tremendo que essa mesma tecnologia têm e terá no nosso futuro, o fator humano é aquilo que nos move e as empresas só vão mais longe se tiverem o seu foco nas pessoas, tanto interna como externamente. Mantenham isto em mente, pois também vocês, leitores deste artigo que querem fazer parte deste movimento e procuram saber mais, estão no caminho para mudar o mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *